STCW95

O dia em que fiz o STCW.

Caramba, lembro-me desse dia como se fosse ontem, contudo, se passaram mais de cinco meses! Quando eu recebi a aprovação da agência, logo também fui informado que eu teria que confirmar, o mais rapidamente possível, minha participação em uma determinada turma dos cursos STCW e CFPN, que logo se iniciaria. O STCW (Standards of Training, Certification and Watchkeeping), também conhecido como Curso Básico  de Segurança de Navio (CBSN), foi uma surpresa muito boa para mim, mas isso vou contando no decorrer desse post.

Como eu já disse nos posts anteriores, eu estava numa “pendura desgraçada”, isso quer dizer, pobre pra Chuchu. Até então, eu estava trabalhando em uma escola de cursos profissionalizantes e idiomas. O salário não era lá aquelas coisas, mais era a única coisa que eu havia encontrado naquele momento. Só que para meu azar, aquela unidade acabou falindo e eu fiquei sem receber 2 abençoados meses de trabalho. Tudo aconteceu bem próximo à semana do curso. Dei uma sorte tão grande, pois eu tinha um valor para resgatar do meu FGTS que foi liberado num sábado, e meu curso começava na segunda feira seguinte. O valor que eu dispunha era de 1350,00, e como sabem o STCW + CFPN custam entre 1.000 e 1.300 reais. Para minha sorte, eu tive que pagar 1200 apenas. Ok! Mas como eu pagaria 1 semana de alimentação e transporte lá em sampa? Tive que vender meu tão querido violão. Já com o dinheiro da venda do violão no bolso, fui sacar meu dinheiro do FGTS, e da própria agência, já fui para a Sampa.

No Sábado mesmo, fui direto para o endereço que eu pensava ser da Shelter em SP (Jabaquara). Chegando lá no sábado bem no final da tarde, comecei á ficar preocupado. O endereço que me passaram estava certo, mas aquilo ali não parecia ser a empresa que eu procurava. O predinho estava fechado. Peguei informações nos comércios daquela rua, e ninguém sabia da existência dessa empresa. Pensa numa pessoa que estava começando a achar que tinha acontecido o pior.  Comecei a imaginar várias possibilidades: “fui enganado” ou  “será que isso é uma furada” . Cara, eu estava com quase 2 mil reais no bolso, imaginar que aquilo fosse uma armadilha não era nada incompreensível. Fui embora e torci para na segunda feira estar todo mundo lá na porta.

STCW na piscina

E foi isso que aconteceu! Cheguei cedo, e lá estavam todos na porta. O primeiro dia foi interessante. Normalmente, eu não faço amizade fácil. Eu sempre fico na minha, bem quietinho ali no meu canto. Não que eu seja péssimo em falar com pessoas, no trabalho sou muito bom (nada modesto, eu sei) quando preciso falar com as pessoas.

Todos nos sentamos e começamos um após o outro, uma breve apresentação. (Nome, Idade, cidade e se era o primeiro embarque). O cara que sentou ao meu lado começou: Meu nome é Maurício… Sou de PINDAMONHANGABA interior de São Paulo. Eu também moro em Pindamonhangaba, por isso fiquei com uma cara de “caramba que coincidência”. Acho que esse pequeno fato me ajudou na socialização! Desta vez eu não ficaria tão isolado.

Quanto ao curso achei ótimo. A única coisa que não gostei foi da parte prática. Tivemos que saltar de uma plataforma dentro de uma água bem escura em uma marina lá no Guarujá. Tirando isso, foi tudo ótimo. E não posso me esquecer de contar… Durante o salto, quase fui atingido em cheio.  Eu saltei da maneira correta, mas não sei por qual motivo, eu virei de cabeça para baixo, e demorei um pouco mais para subir.  (risos). Quando submergi eu estava meio atordoado e desesperado, não deu tempo para sair tão rápido da zona de perigo, uma garota, pulou com tudo bem próximo a mim.  Ela veio logo atrás para fazermos o cordão humano. Eu percebia o desespero da coitada. Mesmo com o colete ela estava mais desesperada que eu que acabara de tomar dois goles de água com óleo de motor.

Sabe aquele cara que fala pra caramba, e normalmente 99% da sala não vai muito com a cara dele? Então, tinha um cara assim na nossa turma. O Maurício chegou a dizer que se ele fosse companheiro de cabine desse cara, ou ele pediria sign off ou ele matava o cara. Éramos uma turma maneira, a pluralidade de estilos, gêneros e opiniões estava bem presente ali. Tinha a turma do fundão, tinha os CDFs, tinha os quietões, os que falavam muito, e aqueles que nem lembro a aparência. Após a conclusão do curso, os nossos certificados foram enviados para a homologação e todas as burocracias necessárias. Esse processo dura em torno de 30 a 40 dais  para que os certificados sejam entregues.

STCW na Shelter

Se eu puder dar algumas dicas para vocês, eu diria que:

Levem uma garrafinha de água, pois caso sintam sede, não precisarão se ausentar e perder o conteúdo.

Levem uma fruta, pois o intervalo para o café pode ser bem curto, e perder tempo na fila da pararia pode causar problemas.

Dinheiro pro almoço (pode não ser tão barato assim), caso vocês estiverem duro como eu, qualquer 5 Reais já paga 1 hot-dog no capricho e um suco lá na estação de trem, de brinde você acompanha o desfile das baratinhas na parede do trailer. Ps: Eu só tive vi a baratinha no ultimo dia, mas confesso que quase vomitei. Falei com a atendente, ela estava preparando um hotdog do cliente, mas fez questão de pausar o procedimento e pegar a baratinha.  Ela me agradeceu, trocou a luva e voltou a fazer o lanche com a maior naturalidade.

Se você for fazer em Santos / Guarujá, levem duas toalhas, pois vocês se molham duas vezes no mesmo dia. Uma vez no exercício contra o incêndio, e outra vez na marina. Vocês só irão tomar banho antes do almoço lá pelas 14 horas. Não se esqueçam do shampoo e do condicionador.

Em minha opinião, o curso oferecido nesta empresa dá uma boa noção principalmente para aqueles marinheiros de primeira viagem assim como eu e essa foi minha experiência com o STCW, espero que vocês tenham gostado. Acho que vocês perceberam que sou novato nesse negocio de publicar minhas experiências aqui com vocês. Peço perdão caso tenha algum erro gramatical, de concordância e etc. Estou mais acostumado com meu blog de poesias. (rs) Eu gostaria de ouvir o feedback de vocês. Estão gostando? Me contem ai.

Um Forte abraço!